03 setembro, 2008

CANTANDO O AMOR CRIADOR DE DEUS-I

I-DEUS COMO PRINCÍPIO CRIADOR

No princípio, o Universo ainda não existia. Ainda antes de acontecer o impulso primordial que iniciou a génese criadora do Universo, só existia uma comunhão amorosa de três pessoas.

O amor é primeiro. A marcha histórica do Universo foi iniciada por essa comunhão primordial que é o Deus criador.

A Trindade Divina é um Família. Quando dizemos que Deus é amor queremos dizer que as pessoas divinas interagem em reciprocidade de comunhão amorosa.

No interior de si mesmo, Deus é diálogo. E foi em diálogo que ele decidiu criar o Universo e a Humanidade.

Ainda antes de iniciar a génese criadora do Universo, Deus já era Criador. Na verdade, o amor é sempre criador.

Quando na dinâmica de amor deixa de acontecer a novidade que encanta, o amor morre. Amar é eleger o outro como alvo de bem-querer e aceitá-lo como é, apesar de serem diferente.

Amar é também agir de modo a facilitar a realização e felicidade dos outros. O amor tem a capacidade de se auto gerar e fortalecer através de atitudes criadoras de novidade.

Quando dizemos que Deus é amor estamos a afirmar que a Divindade é a causa de si mesmo.

Em Comunhão Convosco
Calmeiro Matias

1 comentário:

Rui Pedro disse...

«Por Ele é que tudo começou a existir; e sem Ele nada veio à existencia»... No seu Amor Filial, encontro com o Amor gratuito e fecundo do Pai, surge esta História com sentido...
Um grande abraço!