04 dezembro, 2006

A SABEDORIA DE DEUS E A LOUCURA DO MUNDO

Deus Santo
Obrigado pelo dom da vossa Palavra, a qual nos vai ajudando a crescer espiritualmente naquilo a que São Paulo chama a Sabedoria do Alto.

São Paulo queria dizer que a nossa maneira de ver e valorizar as coisas e os acontecimentos se vai parecendo cada vez mais com a maneira de ver de Jesus Cristo.

Lembro-me da maneira como o Apóstolo São Paulo valorizava esta Sabedoria que vem da Vossa Palavra e nos capacita para sermos testemunhas do Evangelho no Mundo.

Eis as Palavras de São Paulo:
"Nós ensinamos a Sabedoria de Deus, mistério que antigamente estava escondido, mas que Deus providenciou de modo a que pudéssemos conhecer em tempo oportuno" (1 Cor 2, 7).

A Sabedoria que vem de Vós, Deus Santo, é muito diferente da sabedoria do Mundo.
Eis a razão pela qual o mundo não gosta dos Apóstolos que anunciam o Evangelho e persegue os profetas que denunciam as loucuras e injustiças dos senhores deste mundo.

Foi o que aconteceu com um homem a quem chamavam o Louco da Vila Grande.
Só um grupo de pessoas pertencentes aos pobres da periferia da Vila gostava de o ouvir, prestando atenção e ficando a meditar nas suas palavras.

Certo dia, ao passar na praça principal da Vila deparei com o Louco da Vila Grande que dirigia a Palavra a um pequeno grupo de pessoas.

Parei para escutar um pouco as palavras desse homem ao qual pouca gente prestava atenção.
Mal comecei a ouvi-lo logo me dei conta de que este homem era um apaixonado pela causa de Deus e do Homem.

O seu jeito de comunicar era o de um profeta animado pela Sabedoria que vem da Vossa Palavra, Deus Santo.
As multidões não gostam da Sabedoria, pois esta implica romper com a multidão que abafa a originalidade das pessoas.

Para crescer na Sabedoria que emerge da Vossa Palavra, as pessoas necessitam de saber parar, afastar-se conscientemente da multidão e no silêncio, como fazia Jesus, escutar o Espírito Santo que fala no nosso coração e meditar na vossa Palavra.

Os senhores deste mundo não gostam da Vossa Sabedoria, Deus Santo, pois ela torna patente a falsidade dos seus critérios e as mentiras de que se servem para matar e roubar.
A vossa Sabedoria põe a nu a falsidade e a desumanidade das suas decisões e projectos.

Tentei prestar atenção às palavras do Louco da Vila Grande da qual retive alguns aspectos que ainda conservo na memória e que reproduzo tal como ficaram na minha memória:

"Os seres humanos têm a possibilidade de criar um mundo melhor, humanizando as leis, as estrurutras e as relações entre as pessoas e os povos.
Deus é uma comunhão de Amor.

Ao criar-nos à sua imagem e semelhança, deu-nos a possibilidade de criarmos sociedades fraternas, onde as pessoas aprendam a viver a alegria do dom e da partilha, o único caminho para acontecer a abundância, pondo fim a um mundo cheio de carências.

As sociedades opressoras e injustas geram violência.
Os principais culpados desta violência são os causadores da opressão e da violência, os quais nem são livres e bloqueiam a emergência da liberdade nas pessoas.

Com efeito, a liberdade é a capacidade de se relacionar amorosamente com os outros e interagir criativamente com as coisas e os acontecimentos.

Por ser Amor, Deus deu aos homens a capacidade de se relacionarem fraternalmente e organizarem as sociedades segundo os princípios do amor.

Uma cidade regida pelos princípios do amor, dizia o Louco da Vila Grande, merece ser chamada de CIDADE NOVA E JARDIM DA PAZ"

Passados alguns tempos li nos jornais uma pequena notícia dizendo que o Louco da Vila Grande tinha sido espancado até à morte.


Deus Santo,
Nesse momento pensei:
o mundo não ama a Sabedoria de Deus e, por isso, opõe-se à criação da Paz, e da cooperação fraterna.

Dai-nos um coração capaz de acolher e agir de acordo com a vossa Sabedoria.
Amen


Com uma saudação muito amiga
Calmeiro Matias

2 comentários:

Pe. Vítor Magalhães disse...

Passei por aqui,... fico contente com este espaço.

Rui Pedro disse...

Meu Deus:
neste Advento podemos celebrar
que o Teu Reino é já uma realidade:
foi inaugurado por Jesus Cristo,
em que o Teu Espirito Santo
actua na Humanidade assumindo-a
na Tua Comunhao Eterna.
Consagra-me, bom Deus
para ser um contrutor,na historia,
no meu mundo, nas minhas relaçoes,
do Teu Reino, na logica da
fraternidade, do Amor, da Verdade.
Que eu seja livre e fiel ao teu
Espirito Santo, que me torna
discipulo de Jesus, o Homem Novo,
para ser anunciador do Teu Reino.
Assim, Meu Deus, neste Advento
celebramos a emergencia do Teu Amor
no interior da historia.
Bendito sejas pela esperança
que me possibilitas viver!