24 outubro, 2006

O HOMEM COMO EMERGÊNCIA PESSOAL

Trindade Santa,
Obrigado pela nossa condição de pessoas em construção.
Entre os seres vivos que existem na terra, só o ser humano tem uma interioridade espiritual.
Temos também uma dimensão que vem do animal. Na verdade, o nosso corpo veio do mundo animal pelo processo da evolução.

O nosso ser espiritual, pelo contrário, é uma realidade em construção.
Emerge e torna-se progressivamente mais denso e robusto através das relações de amor e comunhão.

A pessoa humana é, de facto, um ser em processo de espiritualização.
A Bíblia diz-nos que o primeiro impulso deste processo aconteceu pelo hálito da vida que tu, Pai Santo, insuflaste no interior do do barro primordial do qual saiu Adão.

Nesse momento, o Homem tornou-se um ser espiritualmente vivo e em construção.
O hálito vital que passou de ti, Pai, para o interior do Homem a nascer do barro é o Espírito Santo.

Espírito Santo,
Com esta tua presença activa no coração do Homem começa a emergência histórica do amor, a força que dinamiza a espiritualização humana.
A tarefa de intervir de modo especial na criação do homem é missão tua, Espírito Santo. Chama-se intervenção especial de Deusna criação do Homem porque não aconteceu com nenhum outro animal.

Eis como o Livro do Génesis descreve esta verdade da nossa Fé:
"Então o Senhor Deus formou o Homem do pó da terra e insuflou-lhe pelas narinas o sopro da vida e o Homem tornou-se um ser espiritualmente vivo" (Gn 2, 7).

O barro a ser amassado é o processo histórico da evolução animal.
Ao atingir a nossa complexicidade cerebral, o barro está preparago para receber o impulso primordial que vem de ti, Espírito Santo.

Com este impulso começa a marcha da espiritualização que tem como força interior a dinâmica do amor.
Com efeito, o amor é uma dinâmica de bem-querer que faz emergir espirtualmente a pessoa, ao mesmo tempo que a faz convergir para a Comunhão Universal.
É esta a força fundamental do processo histórico da humanização do Homem.

Deus Santo,
Nós sabemos que a Criação ainda não está acabada.
Também sabemos que o Homem, enquanto está na História, é um ser em construção.
Isto quer dizer que a intervenção especial do Espírito Santo ainda está em marcha no nosso interior.

Espírito Santo,
São Paulo entendeu muito bem esta dinâmica da tua intervenção especial.
Por isso ele diz que tu és o amor de Deus derramado nos nossos corações (Rm 5, 5).

Isto torna-se ainda mais bonito e significativo se tivermos presente que tu és, Espírito Santo, a ternura maternal divina.

A nível da Humanidade, os seres humanos são inseridos no seu contexto familiar através da ternura maternal.
De facto, é a mãe que, ao dar à luz, insere o novo ser no seu contexto familiar.
Eis a razão pela qual o evangelho de São João diz que temos de nascer de novo através de ti, Espírito Santo (Jo 3, 6).

Também São Paulo nos diz que todos os que são movidos por ti, Espírito Santo, são Filhos e herdeiros de Deus Pai e irmãos e co-herdeiros com o Filho de Deus (Rm 8, 14-16).

Deus Santo,
Glória a ti que és Pai, Filho e Espírito Santo!

Com uma saudação muito amiga
Calmeiro Matias

1 comentário:

Rui Pedro disse...

Espirito Santo:
a arte de amar e a arte de viver
sao as mais dificeis de aprender.
De facto, nao terminamos de aprender,
enquanto continuamos em contruçao.
Mas é nesta Arte que Tu
és Mestre e Especialista.
Obrigado, Espirito Santo, porque
se o Pai sonha o Homem em construçao, como uma vocaçao, uma missao,
Tu nos ajudas a ter sucesso nesta missao e amar e ser.
Ajuda-me, Espirito Santo, mais do que tudo, a aprender e a caminhar nesta Arte.
Graças a Ti, nao estamos sozinhos!
O Abba Criador tinha de pensar em tudo. Resta a minha parte.