28 junho, 2007

A ARTE DE MOLDAR UM CORAÇÃO NOVO



Deus Santo,
Nós não somos apenas obra de uma natureza biológica,
como acontece com os animais.

Por sermos pessoas em construção, precisamos de moldar
um coração capaz de amar e comungar com os irmãos.

Há uma série de atitudes que são como que o cinzel que
nos dá a possibilidade de moldarmos um coração ao jeito
de Jesus Cristo, o Homem Novo.

No evangelho de São Mateus, Jesus diz-nos para
moldarmos o nosso coração tendo como modelo o
seu próprio coração:

“Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração”
(Mt 11, 29).

Eis algumas atitudes fundamentais para moldarmos os
nossos corações ao jeito do coração de Jesus:

*Aceitar os irmãos como eles são, apesar de serem
diferentes de nós e não agirem como nós gostaríamos que
eles agissem.


*Não girar obsessivamente nos defeitos dos outros e não
ficar a magicar obsessivamente nas atitudes das pessoas
que nos tenham magoado.

*Alegrar-se pelas realizações dos irmãos e olhar com
alegria para as coisas boas que saem das suas mãos, pois
o bem feito pelos outros não deixa de o ser só pelo facto
de não ter sido feito por nós.

*Estar atento à acção do Espírito Santo em nós, a fim de
moldarmos o nosso coração de acordo com o coração de
Jesus Cristo.

*Ajudar as pessoas com um sentido de gratuidade e não
pretender mantê-las dependentes de nós só porque lhe
fizemos algum bem.

*Não estar sempre a exigir a disponibilidade dos demais,
mas procurar estar disponíveis quando sentirmos que os
outros precisam de nós.

*Tomar a iniciativa do perdão e da reconciliação, sempre
que nos sentimos em tensão com os outros, pois este é o
esse é o caminho seguro para a comunhão com Deus.

*Não estar sempre a deitar para cima dos outros as culpas
das próprias insatisfações e fracassos.

*Tentar ser fiel aos próprios talentos, pois estes são a
matéria-prima de que dispomos para nos realizarmos
como pessoas livres, conscientes, responsáveis e capazes
de comunhão fraterna.

*Cultivar a arte de escutar os outros, a fim de podermos
Ser mediações de libertação para as pessoas que se
cruzam connosco na vida.

*O homem de coração velho só gosta de girar à volta de
si. No encontro com os outros fica nervoso quando não
está a ouvir a sua voz.

É esta a razão pela qual o homem de coração velho não
consegue sintonizar com os outros.

Espírito Santo,
glória a ti que és o princípio divino que anima as relações
interpessoais entre as pessoas divinas e as humanas.

Ajuda-nos, Espírito Santo, a moldar um coração novo para
podermos comungar com Deus e os irmãos.
Ámen

Com uma grande saudação fraterna
Calmeiro Matias

1 comentário:

Rui Pedro disse...

Espirito Santo:
Jesus diz-me que és o nosso Paràclito, ou seja, nos acompanhas, defendes e partilhas connosco os segredos do Evangelho.
No nosso coraçao tens uma voz muito, muito silenciosa... Mas se nos abrimos à tua acçao, se confiamos na alegria de viver com um coraçao sincero, Tu nos surpreendes tanto!
E cada dia, descobrimos o quao é exigente viver, e aprender a viver...
Ainda bem que estàs connosco, Espirito do Abbà. Ajuda-me a crescer, ajuda-me a entregar-me à alegria, à generosidade e à paz na comunhao com os meus irmaos.